Governo Federal cria bônus de redução voluntária no consumo de energia elétrica

Governo Federal cria bônus de redução voluntária no consumo de energia elétrica

O bônus criado pelo Governo Federal, por meio do Programa de Incentivo à Redução Voluntária do Consumo de Energia Elétrica, tem o propósito de incentivar os consumidores a reduzirem o seu consumo de energia em meio a atual escassez hídrica vivenciada no país. Tire suas dúvidas neste link da ANEEL Caso você queira maiores esclarecimento, entre em contato conosco através do fone ou whats 08005416185.Leia mais
Dia de Cooperar mobiliza colaboradores da CERTAJA

Dia de Cooperar mobiliza colaboradores da CERTAJA

Colocando em prática o princípio cooperativista do Interesse pela Comunidade, a Certaja se empenha em melhorar não só a vida de cooperados, familiares e colaboradores, mas de todos aqueles que vivem ao seu redor. Em três de julho, Dia Internacional do Cooperativismo, a Certaja Energia, em parceria com a Certaja Desenvolvimento, com o Sicredi e com a Acerta (Associação dos Funcionários da Certaja) preparou um sopão solidário, com o objetivo de distribuir o alimento para comunidades em situação de vulnerabilidade, que foi agravada por conta da pandemia. Os colaboradores das cooperativas auxiliaram tanto…Leia mais
“ENERGIA ELÉTRICA: SE DESPERDIÇAR, VAI FALTAR”

“ENERGIA ELÉTRICA: SE DESPERDIÇAR, VAI FALTAR”

Começou na semana passada a primeira fase da campanha publicitária de utilidade pública para conscientização sobre o consumo de energia elétrica. A campanha é uma iniciativa da ANEEL, com apoio do Ministério de Minas e Energia e operacionalizada pela Abradee - Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica, com recursos do Programa de Eficiência Energética gerido pela ANEEL. O objetivo da ação é incentivar a população a evitar o desperdício de energia elétrica, em meio ao cenário de escassez hídrica – o pior em 91 anos – que reduz a produção nas usinas…Leia mais
Pesquisa sobre Satisfação dos Consumidores Residenciais 2021

Pesquisa sobre Satisfação dos Consumidores Residenciais 2021

No período de 06 de agosto a 06 de novembro de 2021 a Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL realiza a 22ª edição da pesquisa que gera o Índice ANEEL de Satisfação do Consumidor (IASC) pela empresa Qualitest Ciência e Tecnologia Ltda. A escolha dos participantes ocorreu por meio de sorteio realizado em 23 de junho, na sede da Agência, em Brasília (DF). Na área de atuação da CERTAJA ENERGIA, os municípios onde a pesquisa será realizada são Taquari (20), Triunfo (51), Tabaí (29), Paverama (25), Barão do Triunfo (17) e General Câmara (08), totalizando 150 pesquisas. A…Leia mais
A bandeira tarifária de agosto de 2021 é vermelha, patamar 2

A bandeira tarifária de agosto de 2021 é vermelha, patamar 2

O patamar 2 da bandeira vermelha é mantido para o mês de agosto e representa custo de R$ 9,492 para cada 100kWh consumidos. A bandeira tarifária de agosto de 2021 é vermelha, patamar 2, com custo de R$9,492 para cada 100kWh consumidos. Em julho, as afluências nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN) continuam entre as mais críticas do histórico. Agosto inicia-se com igual perspectiva hidrológica, com os principais reservatórios do SIN em níveis consideravelmente baixos para essa época do ano. Essa conjuntura sinaliza horizonte com reduzida capacidade de produção hidrelétrica…Leia mais
Pelo segundo ano consecutivo os Cooperados da Certaja Energia terão redução na conta de luz

Pelo segundo ano consecutivo os Cooperados da Certaja Energia terão redução na conta de luz

Redução chega a mais de 10% em algumas classes. Enquanto os índices de inflação, cesta básica e outros insumos aumentam, a CERTAJA terá um índice de reajuste negativo nas faturas de energia, diminuindo seu valor, a partir de 30 de julho – aprovado no processo de revisão tarifária homologado pela ANEEL no dia 27 de julho. O efeito tarifário médio a ser percebido pelos cooperados será uma redução de -6,29%. Todas as classes perceberão que sua conta de energia ficará mais barata. Confira os novos percentuais abaixo: Alta Tensão (Grupo A): -3,14% Baixa…Leia mais
Programa Aprendiz Cooperativo

Programa Aprendiz Cooperativo

No dia 9 de julho os 15 jovens que participarão do Programa Aprendiz Cooperativo realizaram a admissão na CERTAJA. O currículo conta com um total de 400 horas teóricas, que serão realizadas pela Cooperativa de educação COOPATER no formato digital devido a pandemia. As outras 600 horas de aulas práticas ocorrem na Cooperativa para oito jovens da Cooperativa de Energia e sete da Desenvolvimento. Os objetivos do Programa Aprendiz Cooperativo são favorecer a qualificação profissional, criar e vivenciar situações de aprendizagem que levem o jovem a desenvolver o pensamento, ser proativo e trabalhar…Leia mais
ANEEL define que bandeira tarifária de julho custará R$ 9,492 a cada 100 kWh

ANEEL define que bandeira tarifária de julho custará R$ 9,492 a cada 100 kWh

A Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL aprovou nesta terça-feira (29/6) a resolução que estabelece as faixas de acionamento e os adicionais das bandeiras tarifárias a partir de 1º de julho de 2021. O valor da bandeira tarifária patamar 2 referente a julho de 2021 será de R$ 9,492 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. A bandeira vigente em julho foi anunciada na última sexta-feira (25/6). A diretoria da ANEEL decidiu também novos valores para as outras bandeiras. A amarela será de R$ 1,874 a cada 100 kWh; a vermelha patamar 1,…Leia mais

Cooperado! Estamos no auge da pandemia. Para sua proteção, evite deslocamento físico. Utilize nossos canais virtuais!Leia mais
A bandeira tarifária em junho de 2021 será vermelha, patamar 2

A bandeira tarifária em junho de 2021 será vermelha, patamar 2

A bandeira tarifária em junho de 2021 será vermelha, patamar 2, com custo de R$6,243 para cada 100kWh consumidos. Maio foi o primeiro mês da estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN), registrando condições hidrológicas desfavoráveis. Junho inicia-se com os principais reservatórios do SIN em níveis mais baixos para essa época do ano, o que aponta para um horizonte com reduzida geração hidrelétrica e aumento da produção termelétricas. Essa conjuntura pressiona os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto de prazo…Leia mais